BOAS VINDAS

A idéia deste blog é a criação de um espaço para o questionamento de duas grandes forças das ideologias atuais: o Capitalismo e o Socialismo. Que, senão são coincidentes,não são também totalmente opostas. Terceira Via é nada menos do que uma Resultante dessas duas forças. Abrindo assim, um campo para o existência de uma opção, que não é uma coisa nem outra e ao mesmo tempo são as duas coisas. Eu acredito muito nessa vertente, como alternativa para convergir anseios de ambas as correntes. Num olhar metodológico, poderiamos enxergar essa possibilidade como uma demonstração empírica da dialética. Enquanto o Capitalismo está mais associado ao racional, à eficiência, à lógica; o Socialismo está mais associado ao nosso cognitivo, à sensibilidade, sentimentos, percepções, etc. Acredito ainda, que só a Democracia viabiliza essa vertente. A Ditadura, sem dúvida, enviesará para o socialismo ou para o capitalismo radical. ENTÃO SEJA BEM VINDO, COLOCANDO SUA CONTRIBUIÇÕES, SUAS IDÉIAS, SUAS DÚVIDAS, ETC. (Paulo Franco)

quinta-feira, 7 de junho de 2018

Como é a maior plantação legal de maconha do mundo


"É algo bom para a economia, é ótimo para o mercado de emprego, é bom para quem consumia cannabis e tinha medo de ser preso. E será um tremendo benefício para os pacientes."



"Alguns dos meus amigos e familiares acharam que eu estava ficando louca", diz Hilary Bishop sobre sua decisão, há 20 anos, de não ir para faculdade e, em vez disso, vender maconha para pessoas que estavam doentes.

Hoje, ela é uma das diretoras da Canopy Growth, o maior produtor de cannabis para fins medicinais do Canadá.

Esse tipo de uso para a maconha já é permitido no país, onde a expectativa é que o Senado aprove nesta quinta-feira um projeto que legaliza o consumo recreacional da droga.

Na empresa para a qual Bishop trabalha, 180 funcionários cuidam de 300 mil plantas de cannabis mantidas em 4 hectares de estufas.

Os frutos desta plantação são usados para aliviar sintomas como dor, náuseas, tremores e convulsões.

Bishop, que sempre advogou pela legalização da maconha, provavelmente verá isso se tornar uma realidade. A lei prevê que qualquer um com mais de 18 anos poderá comprar e cultivar pequenas quantidades da planta.

"É algo bom para a economia, é ótimo para o mercado de emprego, é bom para quem consumia cannabis e tinha medo de ser preso. E será um tremendo benefício para os pacientes."

Mas o que Hilary diria a quem está preocupado com os efeitos disso sobre os jovens?

"O mais importante é que os jovens precisam ter acesso a uma educação baseada em evidências para que possam tomar decisões bem informadas sobre o consumo de cannabis e isso não acontece em um ambiente com a proibição."
____________________
Fonte: BBC Brasil 

Nenhum comentário:

Postar um comentário