BOAS VINDAS

A idéia deste blog é a criação de um espaço para o questionamento de duas grandes forças das ideologias atuais: o Capitalismo e o Socialismo. Que, senão são coincidentes,não são também totalmente opostas. Terceira Via é nada menos do que uma Resultante dessas duas forças. Abrindo assim, um campo para o existência de uma opção, que não é uma coisa nem outra e ao mesmo tempo são as duas coisas. Eu acredito muito nessa vertente, como alternativa para convergir anseios de ambas as correntes. Num olhar metodológico, poderiamos enxergar essa possibilidade como uma demonstração empírica da dialética. Enquanto o Capitalismo está mais associado ao racional, à eficiência, à lógica; o Socialismo está mais associado ao nosso cognitivo, à sensibilidade, sentimentos, percepções, etc. Acredito ainda, que só a Democracia viabiliza essa vertente. A Ditadura, sem dúvida, enviesará para o socialismo ou para o capitalismo radical. ENTÃO SEJA BEM VINDO, COLOCANDO SUA CONTRIBUIÇÕES, SUAS IDÉIAS, SUAS DÚVIDAS, ETC. (Paulo Franco)

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Próxima do calote, Grécia fecha bancos e controla saques



"é praticamente certo que a Grécia não conseguirá pagar o FMI."
"O risco de o país deixar a zona do euro cresceu significativamente. Tanto a Europa quanto a Grécia enfrentaram turbulências, já que nem um nem outro está no controle da situação"  (Gavin Hewitt)
Decreto do governo grego provocou uma corrida aos caixas eletronicos do país


A zona do euro - formada por 19 países - está enfrentando a mais grave crise em seus 16 anos de história com o iminente calote da Grécia, que tem até terça-feira para pagar 1,6 bilhão de euros ao Fundo Monetário Internacional (FMI).
O risco da saída da Grécia da zona do euro e da União Europeia aumentou consideravelmente após vários impasses nas negociações entre líderes europeus e o governo grego. 
Depois que o Banco Central Europeu (BCE) anunciou que não ampliaria seu fundo emergencial ao país, o governo grego decidiu fechar seus bancos durante a semana e limitar os saques nos caixas automáticos a 60 euros (US$ 66) por dia.

No fim de semana, as autoridades gregas já haviam anunciado que os bancos já não abririam na

domingo, 14 de junho de 2015

“A Igreja sempre fez política, porém, uma política de direita”

Beatriz Borges entrevista Leonardo Boff


"Vergonhoso foi o fato de o Cardeal Joseph Ratzinger ter enviado uma carta obrigando os bispos a não denunciarem os padres pedófilos aos tribunais civis”

"Boa parte do grupo evangélico no Congresso fazem do evangelho da prosperidade uma forma de ganhar dinheiro. É uma violência contra a democracia”


O movimento católico da Teologia da Libertação, que defende uma Igreja para os pobres e ideais de justiça social, nunca foi bem visto pela Santa Sede. Vários sacerdotes foram inabilitados por seguir essa doutrina de dimensão sociopolítica, principalmente na América Latina durante os anos 70. O papa Francisco, para tentar desfazer este mal-estar histórico, deu o primeiro passo. Nesta semana, retirou a punição e solicitou a reintegração do sacerdote nicaraguense Miguel d’Escoto, de 81 anos, suspenso em 1985 por seu envolvimento com a Frente Sandinista, movimento político de seu país, de viés socialista.

No Brasil, o teólogo Leonardo Boff, de 75 anos, foi outra vítima do conservadorismo da Igreja nos anos

sábado, 13 de junho de 2015

Cómo son por dentro los 3 pulpos mediáticos latinoamericanos

Por Tali Goldman  y Tomás Pont Verges

  • Grupo Globo, el mundo en sus manos 

  • Grupo Televisa, la fábrica de presidentes

  • Grupo Clarín - el gran grupo argentino


Tres pulpos que nacieron como proyectos de periodistas-empresarios ambiciosos: Noble con Clarín, Azcárraga Vidaurreta con Televisa, y Marinho con O Globo buscaban insertar sus tribunas de doctrina en el juego de las élites políticas y militares. Tres medios que en las últimas décadas al calor de las reformas económicas, mutaron en mega corporaciones. En sus primeros años, O Globo llamaba a sus lectores convenciéndolos que “Quién lee un periódico sabe más” y Clarín ofrecía desde su eslogan de portada “Un toque de atención para la solución argentina de los problemas argentinos”. Ese cambio de escala se tradujo en sus lemas: Hoy en día Clarín se vende a secas como “El Gran Diario Argentino”, Televisa como “La Gran Fábrica de Sueños”, y O Globo, sin medias tintas, se jacta de sí mismo: “Quién tiene Globo, ¡Tiene todo!”.

Los tres casos simbolizan el mayor multimedio mediático en sus respectivos países. Han sido factores de poder fundamentales, han apoyado dictaduras, han sugerido y depuesto presidentes. Han difamado y

domingo, 7 de junho de 2015

PEDIATRAS de todo o Brasil fecham questão CONTRA a redução da maioridade penal

Por Paulo Franco



A questão da redução da maioridade penal que está em discussão no Câmara dos Deputados é, senão a mais importante, uma das mais importante em termos de nível de afetação do futuro da sociedade brasileira.

A OAB, o MPF e MP estaduais, Magistrados, Juristas e até o ex-Ministro do STF Aryres Britto têm assegurado que a mudança é inconstitucional.  Mas mesmo os que não vêem a inconstitucionalidade, não são favoráveis à alteração.  

Todos os ex-ministros dos Direitos Humanos dos governos FHC, Lula e Dilma são contra a redução da maioridade penal e alegam ainda, que o povo brasileiro está sendo enganado.  O diplomata Paulo Henrique Pinheiros, José Gregori e Gilberto Sabóia, ex-Ministros de FHC, Nilmário Miranda, Mário Mamede e Paulo Vannuchi, ex-Ministros de LULA, Maria do Rosário, Ideli Salvati ex-Ministras e o atual Ministro Pepe Vargas do Governo Dilma, assinaram um documento contra a PEC 171. 
____________________
Postagens Relacionadas: 
____________________

O diplomata e ex-ministro do governo FHC Paulo Sérgio Pinheiro foi além e disse que a população é "engabelada e enganada por parlamentares financiados pela indústria de armas. Parlamentares oportunistas, eleitos graças a empresas ligadas às armas e às igrejas fundamentalistas, aprovaram a nefanda PEC e tentam impor uma agenda de direita”.

sábado, 6 de junho de 2015

Porque precisamos repensar o capitalismo?


O bilionário americano Paul Tudor alerta: "O fosso entre os mais ricos e os mais pobres será fechado, seja através de revolução, impostos mais altos ou guerra."


Paul Tudor Jones é um gestor de fundos hedge (que oferecem proteção contra oscilações mais drásticas do mercado) popular nos Estados Unidos. Ele raramente dá entrevistas, mas algumas semanas atrás, ele esteve no palco da conferência sobre inovação TED Talk, na Califórnia, onde comparou a sociedade americana a um viciado em drogas.

"O primeiro passo é perceber que você tem um problema", disse Jones, acrescentando que a obsessão pelo lucro se tornou algo tão normal que a sociedade deixou de perceber como, aos poucos, está destruindo a si mesma.

Ele afirmou estar preocupado com a crescente desigualdade de renda. Nos EUA, 1% da população recebe cerca de 20% da renda total do país. Até o final da década de 1970, ainda era menos do que a metade disso.
____________________
Postagens Relacionadas:
El Mundo es un Volcán
Rainer Voss: Eu confesso. 
____________________ 

"O fosso entre os mais ricos e os mais pobres será fechado", continuou Jones. "Seja através de revolução, impostos mais altos ou guerra."

quarta-feira, 3 de junho de 2015

O Apelo (em vão) de Roger Waters a Caetano e Gil


Por Roger Waters


"Quando tudo isso acabar, nós iremos à Terra Santa, cantaremos nossas músicas de amor e solidariedade.

Mas, até que isso termine, até que todos os povos sejam livres, nós não vamos entreter as cortes do rei tirano.

Caros Gilberto e Caetano, os aprisionados e os mortos estendem as mãos. Por favor, unam-se a nós cancelando seu show em Israel. (Roger Waters)"




"Caros Caetano e Gilberto,

Quando olho para suas fotos, escuto suas músicas, leio a história de suas lutas pessoais e profissionais, lembro de todas as lutas de todos os povos que resistiram a um domínio imperial, militar e colonial através do milênio, que lutaram pelos aprisionados e pelos mortos. Nunca foi fácil, mas sempre foi certo.

Em uma de suas músicas, Gil, você menciona o arcebispo Desmond Tutu. Eu não falo português, mas assumo que vocês dois aplaudam a resistência do arcebispo Tutu ao racismo e ao apartheid que acabaram derrubados na África do Sul. Eram dias impetuosos, quando a comunidade mundial de artistas estava lado a lado com seus irmãos e irmãs oprimidos na África. Nós, os músicos, lideramos o levante naquele momento, em apoio a Nelson Mandela, a ANC, ao povo africano oprimido e a todos os aprisionados e mortos.
____________________
Postagens Relacionadas: 
____________________

Estamos diante de uma oportunidade igualmente significativa agora. Estamos em um ponto culminante. Aqueles de nós que estamos convencidos que o direito a uma vida humana decente e à autodeterminação política devem ser universais estamos, em consonância com 139 nações da Assembleia Geral da ONU, focados na Palestina.

ONU: Fome cai 82% em 12 anos no Brasil


Queda é a maior registrada entre as seis nações mais populosas do mundo, segundo relatório da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO)


O Brasil reduziu em 82,1% o número pessoas subalimentadas no período de 2002 a 2014. A queda é a maior registrada entre as seis nações mais populosas do mundo, e também é superior a média da América Latina, que foi de 43,1%.

Os dados são do relatório O Estado da Insegurança Alimentar no Mundo 2015, divulgado pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) nesta quarta-feira (27). O documento aponta ainda que o Brasil alcançou as metas estabelecidas pelas Nações Unidas em relação à fome nos Objetivos do Desenvolvimento do Milênio e nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

“O relatório confirma o esforço e reconhece a trajetória do Brasil na ação de redução da pobreza e do combate à fome”, ressaltou a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello.

Entre os seis países mais populosos, o Brasil é também aquele que apresenta a menor quantidade de pessoas subalimentadas, apresentando ainda um total de 3,4 milhões. Número que representa pouco menos de 10% da população da América Latina, que é de 34,3 milhões.
____________________
Postagens Relacionadas: 
____________________

Ainda segundo o relatório da FAO, entre os principais motivos que levaram o Brasil a conquistar as metas estabelecidas pela ONU estão: prioridade política da agenda de erradicação da fome e da desnutrição; compromisso com a proteção social consolidado por meio de programas de transferência de renda; crescimento econômico; e fomento à produção agrícola via compras governamentais.

Metas Internacionais alcançadas




O Objetivo de Desenvolvimento do Milênio (ODM) era de reduzir pela metade a fome. Já a meta estabelecida pela Cúpula Mundial de Alimentação era reduzir pela metade o número absoluto de subalimentados. O Brasil é um dos 29 países que conseguiram alcançar essas duas metas.

Além disso, a Nova Agenda de Desenvolvimento Sustentável (ODS) indicou a necessidade dos países reduzirem para menos de 5% o número de pessoas subalimetadas até 2030. O índice foi alcançado pelo Brasil em 2014, ano em que o Brasil deixou o mapa da fome, de acordo com a FAO.

“O Brasil, ao contrário de outros países do mundo, sempre foi um grande produtor de alimentos. E, mesmo assim, a população passava fome. O nosso problema não era a disponibilidade de alimentos, o nosso problema era acesso aos alimentos e à renda. E isso conseguimos alcançar com políticas públicas”, explicou Tereza Campello.

Transferência de renda



O Programa Bolsa Família e as ações de segurança alimentar desenvolvidas pelo governo brasileiro foram citadas pela relatório como cruciais para o crescimento inclusivo que o Brasil alcançou.


A ministra Tereza Campello destacou que o governo continuará trabalhando para reduzir ainda mais a fome e a pobreza no País, assim como para enfrentar os novos desafios que surgiram com a nova configuração econômica e social do Brasil.

“O Brasil saiu do Mapa da Fome. Temos a primeira geração de crianças alimentadas, que estão na escola e não vão repetir a trajetória de seus pais. E nos deparamos com o Brasil vivendo problemas de saúde típicos de países desenvolvidos, como a obesidade".

____________________

terça-feira, 2 de junho de 2015

CBF e Congresso, 2 Exemplos da Podridão Institucionalizada do Brasil

Por Paulo Franco


A CBF e o Congresso Nacional mostram com muita clareza esse lado podre, nocivo, arcaico, que que tem dominado nosso pais.

Somam-se a esses segmentos, outros do mesmo quilate, da mesma ideologia, da mesma índole, que são os Coroneis da Mídia, os MPs, os Tribuinais de Justiça e até a Polícia Federal. 

O caso da CBF não difere de tantos outros como episódios de corrupção e roubalheira de bilhões de reais que são varridos para debaixo dos tapetes.  A Privataria, o Mensalão de Furnas, o Mensalão Tucano, os 20 anos de Corrupção do Metro, a Corrupção na Petrobras, o Mega Tráfico de Cocaina, A construção de Aeroportos em terras particulares, etc etc etc. 

Todos esses casos citados, sempre foram do conhecimento publico, denunciados por diversas vezes e por diversas pessoas e/ou instituições.  Muitas vezes com provas concretas, contundentes e irrefutáveis. 

A indiferença e o descaso praticados pelo MP e pelos Tribunais de Justiça, incluindo as altas esferas do poder Judiciário como a Procuradoria Geral da República e o Supremo Tribunal Federal, fez com que, diante da impotência da sociedade, a corrupção e a roubalheira passasse a ser considerada um fato "normal", do cotidiano brasileiro. 

A caça aos Petistas, iniciada de forma mais contundente em 2005/2006 com o Mensalão e posteriormente em 2012 com o seu julgamento pelo STF deu sinais de esperança para a sociedade, mas logo as pessoas mais atentas já foram percebendo que não se tratava de mudança de conduta, mas uma ratificação e um recrudescimento da postura secular dessas instituições: proteger aliados e perseguir inimigos da elite dominante, politicos ou não. 

A CBF


A CBF é um caso emblemático, uma instituição que deveria ter alguma relação com o estado, em termos de compromissos e responsabilidades, já que usa a marca "Brasil", "seleção brasileira" e até a cores de nossa bandeira. 

A corrupção e a roubalheira existentes nos Clubes brasileiros, na CBF e até na FIFA já é de conhecimento de toda a sociedade brasileira.  Falta de denúncia é que não é.  Taí o ex-campeão mundial Romário, hoje Senador da República que não se cansa de levantar a questão.
____________________
Postagens Relacionadas:
Ei, Dilma, Vai tomar no Cú!
BRASIL: O país dos trinta Berlusconis 

Jornalistas também, tem aos montes, como Juca Kfouri não se cansaram de denunciar essas maracutaiais.  

Ano passado, por ocasião da Copa, a PF desbaratou uma quadrilha que comercializava paralelamente e clandestinamente ingressos da FIFA.  Pois bem, não faltam denuncias, documentos e até flagrantes.  Ou seja, O comportamento das autoridades responsáveis não cumpriram seu dever constitucional, pois os envolvidos são do mesmo naipe, mesma classe social, a classe impune.  Ou melhor imune. 


O CONGRESSO NACIONAL



Ao mesmo tempo, o Congresso Nacional tem atuado de forma vergonhosa também.  Tem sido aprovado projetos que nos faz lembrar de tempos obscuros da história, como a escravatura, a idade média.

A vitória de Eduardo Cunha para Presidente da Câmara foi,  na verdade, mais uma confirmação do conservadorismo que já vinha ganhando corpo do que uma causa desse movimento ou comportamento.

Nesse curtíssimo prazo, desde a posse de Eduardo Cunha até hoje, já vimos de tudo em matéria de conservadorismo, de atraso e de retrocesso, tanto na política como no social e no econômico.  O último dos absurdos foi a votação do financiamento de campanhas por empresas cuja vitória na Câmara foi de 70% dos votos.  

Mas já passaram outras pérolas de retrocesso como o projeto de Terceirização, a PEC 215 que trata da demarcação das terras indígenas, a PEC 171 que trata da redução da maioridade penal, o PL 3722 que quer alterar o estatuto do desarmamento e a própria reforma política que está sendo remendada para esvaziar uma verdadeira reforma demandada pela sociedade.  São projetos que estão tramitando no Congresso, cada um em uma fase do processo legislativo.

O  fundamental é que o lado podre da nossa sociedade é o mesmo que está presente nos dois casos.  Defendem os mesmos "valores", são do mesmo time, gozam de imunidade penal.

O inusitado, para felicidade da sociedade brasileira, refém dessa semento podre, foi a atuação do FBI e da justiça americana e suiça.