BOAS VINDAS

A idéia deste blog é a criação de um espaço para o questionamento de duas grandes forças das ideologias atuais: o Capitalismo e o Socialismo. Que, senão são coincidentes,não são também totalmente opostas. Terceira Via é nada menos do que uma Resultante dessas duas forças. Abrindo assim, um campo para o existência de uma opção, que não é uma coisa nem outra e ao mesmo tempo são as duas coisas. Eu acredito muito nessa vertente, como alternativa para convergir anseios de ambas as correntes. Num olhar metodológico, poderiamos enxergar essa possibilidade como uma demonstração empírica da dialética. Enquanto o Capitalismo está mais associado ao racional, à eficiência, à lógica; o Socialismo está mais associado ao nosso cognitivo, à sensibilidade, sentimentos, percepções, etc. Acredito ainda, que só a Democracia viabiliza essa vertente. A Ditadura, sem dúvida, enviesará para o socialismo ou para o capitalismo radical. ENTÃO SEJA BEM VINDO, COLOCANDO SUA CONTRIBUIÇÕES, SUAS IDÉIAS, SUAS DÚVIDAS, ETC. (Paulo Franco)

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Parabéns à Dilma pelo discurso na Cúpula da ONU para o Desenvolvimento Sustentável

Por Paulo Franco

"Não posso terminar minhas palavras sem mencionar o grave momento que vive o Brasil. A despeito disso, quero dizer que o Brasil é um grande país, com uma sociedade que soube vencer o autoritarismo e construir uma pujante democracia. Nosso povo é um povo trabalhador e com grande apreço pela liberdade. Saberá, não tenho dúvidas, impedir quaisquer retrocessos..."


Ao contrário do propagado pela mídia nacional, como sempre desinformando e inflamando a opinião pública, o discurso da presidenta Dilma Rousseff não denuncia a existência de um golpe para derrubá-la, embora isso seja uma realidade. 

CLIMA E DESMATAMENTO

A presidenta dedicou seu tempo para falar sobre o tema na Cúpula da ONU para o Desenvolvimento Sustentável : o clima e o efeito estufa.  O encontro visa a ratificação das metas assumidas por 195 países e pela União Europeia no Acordo de Paris, que visa combater os efeitos das mudanças climáticas e reduzir as emissões de gases de efeito estufa. O primeiro acordo global sobre clima foi aprovado durante a 21ª Conferência das Partes (COP21) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, em Paris, em dezembro de 2015.

Ela ressaltou a importante contribuição do Brasil para esse desafio global, principalmente no combate ao desmatamento e à emissão de gases do efeito estufa. Ressaltou e ratificou as metas assumidas na COP21 em Paris em dezembro de 2015 que são a diminuição das emissões de gases de efeito estufa em 37% até 2025 e em 43% até 2030, tendo 2005 como ano-base e o segundo inventário de emissões de gases de efeito estufa. 


A redução do desmatamento foi exemplar e elogiável, por todos os paises,  ao longo desses últimos 12 anos, saindo de quase 28 mil km2 para algo em torno de 5 mil km2.  Apesar desse excelente desempenho, a redução se estagnou em 2013 a 2015 exigindo do governo um maior esforço fiscalizatório, para retomar a tendência de redução e assim manter viva a esperança na busca do desmatamento zero. 


Lembremos que a floresta ameniza o aquecimento global, retendo e absorvendo o dióxido de carbono, limpa a atmosfera, traz circulações de águas, entre outros benefícios que estão sendo inibidos por pessoas sem escrúpulos.  Latifundiários e grandes empresas que adquirem madeira não certificadas são os grandes responsáveis pelo desmatamento.  Portanto, o combate ao desmatamento não é uma luta simples, fácil, já que há um poder econômico e político excessivamente forte envolvido.

IMPEACHMENT

Dilma dedicou apenas alguns segundos finais de seu discurso para abordar a questão da crise política que o país enfrenta.  Foi discreta e serena, informando o problema e ressaltando as qualidade do povo brasileiro para enfrentar e vencer essa crise, pois tem apreço pela democracia e pela liberdade. 

"Não posso terminar minhas palavras sem mencionar o grave momento que vive o Brasil. A despeito disso, quero dizer que o Brasil é um grande país, com uma sociedade que soube vencer o autoritarismo e construir uma pujante democracia. Nosso povo é um povo trabalhador e com grande apreço pela liberdade. Saberá, não tenho dúvidas, impedir quaisquer retrocessos.

Sou grata a todos os líderes que expressaram a mim sua solidariedade."

O DISCURSO NA ÍNTEGRA




Nenhum comentário:

Postar um comentário