BOAS VINDAS

A idéia deste blog é a criação de um espaço para o questionamento de duas grandes forças das ideologias atuais: o Capitalismo e o Socialismo. Que, senão são coincidentes,não são também totalmente opostas. Terceira Via é nada menos do que uma Resultante dessas duas forças. Abrindo assim, um campo para o existência de uma opção, que não é uma coisa nem outra e ao mesmo tempo são as duas coisas. Eu acredito muito nessa vertente, como alternativa para convergir anseios de ambas as correntes. Num olhar metodológico, poderiamos enxergar essa possibilidade como uma demonstração empírica da dialética. Enquanto o Capitalismo está mais associado ao racional, à eficiência, à lógica; o Socialismo está mais associado ao nosso cognitivo, à sensibilidade, sentimentos, percepções, etc. Acredito ainda, que só a Democracia viabiliza essa vertente. A Ditadura, sem dúvida, enviesará para o socialismo ou para o capitalismo radical. ENTÃO SEJA BEM VINDO, COLOCANDO SUA CONTRIBUIÇÕES, SUAS IDÉIAS, SUAS DÚVIDAS, ETC. (Paulo Franco)

quarta-feira, 6 de maio de 2015

A Forbes, a Petrobrás e os Berlusconis brasileiros

Por Paulo Franco


A Petrobrás cai para a 416ª colocação no ranking da Forbes e a Vale cai para a 416ª colocação.  Os coronéis da Mídia, mostram somente a queda da Petrobras, fazendo o maior barulho, mas escondem queda da Vale para não ofuscar a tragédia na Petrobras.




A FORBES

A Forbes, a revista já conhecida de todos.  Talvez, mais que as torres gêmeas, que o FMI, a Forbes é o grande símbolo do capitalismo moderno.  O capitalismo da ostentação, o capitalismo que exalta a concentração de rendas, que mostra uma distância social do tipo Oiapoque a  Chuí.  Quanto maior a distancia entre esses dois polos, maior é o sucesso de um desses polos, enfatizando que sucesso é estar no topo.  Aí a existência dos miseráveis espalhados pelas periferias do mundo têm  a função de exponenciar o sucesso do seleto clube Forbes. 

A PETROBRAS

A Petrobras é a maior empresa brasileira, detém o controle sobre a exploração, a produção de petróleo e gas no Brasil.  Tem mais de 100 mil funcionários diretos e talvez uns 400 mil indiretos.  Tem um desempenho que é referência mundial, não só no campo exploratório, como no desempenho operacional, econômico e financeiro, mas também nos avanços tecnológicos. 
____________________
Postagens Relacionadas: 
BRASIL: O país dos trinta Berlusconis
____________________

Neste mês de maio, a empresa recebeu pela terceira vez o prêmio, o OTC Distinguished Achievement Award for Companies, Organizations and Institutions, ao conjunto de tecnologias desenvolvidas para a produção da camada Pré Sal. Esse prêmio, segundo a própria Petrobras, é o maior reconhecimento que uma empresa de petróleo pode receber na qualidade de operadora de offshore.

Fato importantíssimo para a Petrobras e para o Brasil, obviamente ignorado pelos nossos Berlusconis propositalmente.  A Petrobras também está tendo uma valorização no mercado de ações  de quase 100% em pouco mais de um mês, o que a mídia também esconde da sociedade, informando somente quando os preços das ações caem.

Recentemente também, a gigante do Petroleo a anglo-holandesa Shell, comprou uma de suas grandes rivais pela bagatela de US$ 70 bilhões, o BG Group,  tornando-se o maior parceiro da Petrobras na exploração de Petróleo e Gas.  Analistas tem declarado que na verdade a Shell comprou o "Brasil" ao fechar essa aquisição do BG Group. 


OS BERLUSCONIS BRASILEIROS

Os Berlusconis brasileiros, é uma denominação atribuída aos coronéis da mídia brasileira,  pela organização internacional RSF - Repórteres Sem Fronteiras.  Essa denominação é uma alusão ao poderoso, bilionário,  neoliberal, proprietário da Mediaset e do clube de futebol A.C. Milan. Político poderosíssimo, foi primeiro-ministro por 4 vezes.

Os Berlusconis brasileiros, mais ricos que o próprio Silvio Berlusconi, são também poderosíssimos, também, mais poderosos no Brasil do que o próprio Berlusconi na Itália.  Encabeçam a lista das famílias mais ricas do Brasil desempenhando o papel de porta voz e "ministério da Comunicação e Propaganda" da elite burguesa brasileira.


Na mesma linha de Silvio Berlusconi, os coronéis da mídia brasileira são de direita, ou melhor de extrema direita, defende o neo liberalismo, apoiam veladamente a derrubada do PT do poder, depois de ter influenciado diretamente e fraudulentamente em todas as eleições presidenciais com esse objetivo.

A MANIPULAÇÃO COMO REGRA

A manipulação é defaut na mídia brasileira.  Não há uma notícia que não tenha um viés muito bem trabalhado com a intenção de obter resultados que, no mínimo, manche a imagem do governo petista. 

Na semana passada, a revista Época do grupo Globo, já havia veiculado uma matéria de capa, com a manchete garrafal "Lula, O Operador", acusando Lula como um operador de tráfico de influência para empresas brasileiras mundo afora.  

A revista disse ainda que o MP havia aberto uma investigação contra Lula em função de documentação recebida.  A revista, embora tenha recebida os comentários de Lula desmentindo todas as alegações, não foi dada a devida atenção, levando aos leitores as informações equivocadas e graves, caracterizando o propósito enganoso da matéria.

A Forbes divulgou a lista das 2.000 maiores empresas no mudo.  Nesta edição a Petrobras apareceu na 416ª posição, perdendo quase 400 posições, já que em 2013 estava na 30ª posição.

A mídia brasileira deu vasta cobertura à noticia, destacando o absurdo da perda de tantas posições, o que faz sentido, pois são posições demais e merece destaque na mídia.

A mídia mostrou ainda, com menos importância, somente em caráter informativo que o Itau Unibanco é a empresa brasileira mais bem posicionada na 42ª colocação, seguida por Bradesco (61ª), Banco do Brasil (133ª) e Vale (413ª).

A conduta fraudulenta do mau jornalísto propositado, como instrumento político de controle social, foi abafar o que aconteceu com a Vale.  Ora, a Vale estava na 218ª colocação caiu quase 200 posições em 2015 quando ficou na 413ª colocação. 

É óbvio que 400 é maior que 200 e que a Petrobras merecia maior destaque, mas uma queda de 200 posições em um ranking também é um absurdo e os Coronéis da Mídia não tem o direito de sonegar uma informação dessa, já que o assunto foi abordado. 

O expediente foi sórdido, proposital e muito mal intencionado.  Evitar que a violenta perda de posições pela Vale, que não é o foco político da oposição, ofuscasse o desastre, o caos da Petrobras mostrada, também, pela revista Forbes. Um verdadeiro desserviço à sociedade, uma atitude antiética e antipatriótica. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário