BOAS VINDAS

A idéia deste blog é a criação de um espaço para o questionamento de duas grandes forças das ideologias atuais: o Capitalismo e o Socialismo. Que, senão são coincidentes,não são também totalmente opostas. Terceira Via é nada menos do que uma Resultante dessas duas forças. Abrindo assim, um campo para o existência de uma opção, que não é uma coisa nem outra e ao mesmo tempo são as duas coisas. Eu acredito muito nessa vertente, como alternativa para convergir anseios de ambas as correntes. Num olhar metodológico, poderiamos enxergar essa possibilidade como uma demonstração empírica da dialética. Enquanto o Capitalismo está mais associado ao racional, à eficiência, à lógica; o Socialismo está mais associado ao nosso cognitivo, à sensibilidade, sentimentos, percepções, etc. Acredito ainda, que só a Democracia viabiliza essa vertente. A Ditadura, sem dúvida, enviesará para o socialismo ou para o capitalismo radical. ENTÃO SEJA BEM VINDO, COLOCANDO SUA CONTRIBUIÇÕES, SUAS IDÉIAS, SUAS DÚVIDAS, ETC. (Paulo Franco)

sábado, 21 de junho de 2014

Copa do Mundo e Sustentabilidade no Brasil








A Copa do Mundo da FIFA™ é a maior competição esportiva de uma única modalidade do planeta e o impacto dela na sociedade e no meio ambiente é indiscutível. Na realização de um evento internacional como esse, devem ser levados em conta todos os aspectos necessários para garantir que sua abordagem seja equilibrada e os resultados sustentáveis. A FIFA e o Comitê Organizador Local (COL) consideram esses fatores com sériedade e se comprometem em realizar uma competição sustentável no Brasil em 2014.

Graças ao seu alcance global, a Copa do Mundo da FIFA™ é capaz de oferecer, mundialmente, uma plataforma exclusiva para atrair atenção e conscientizar o público em relação a certas questões sociais e ambientais. Considerando o interesse e as expectativas despertadas por um evento desse tipo nas diversas entidades envolvidas, gostaríamos de aproveitar ao máximo essas oportunidades e otimizar os resultados positivos da Copa do Mundo. Portanto, é essencial que a FIFA e o COL definam objetivos claros, ambiciosos e, ao mesmo tempo, realistas para seu trabalho.
____________________

Postagens relacionadas: 
____________________

A Estratégia de Sustentabilidade da Copa do Mundo da FIFA 2014™ irá guiar nossos esforços na
realização de um evento sustentável, nos auxiliando a alcançar um dos elementos centrais da missão da FIFA: a construção de um futuro melhor.

Alguns exemplos de atividades selecionadas:


Instalações ecológicas: 

Muitos estádios no Brasil planejam obter a certificação LEED de construção ecologicamente correta. Muitos estão instalando painéis solares nas coberturas para gerar energia renovável. Além disso, a FIFA e o COL vão oferecer aos administradores dos estádios cursos certificados de capacitação em gestão sustentável. 

Gestão de resíduos: 

O objetivo da nova lei de resíduos no Brasil é um melhor controle do manuseio e destino do lixo. A FIFA e o COL serão responsáveis pela gestão de resíduos nos estádios e outros locais, em conformidade com as novas regulamentações, além de promoverem a reciclagem em colaboração com cooperativas locais. 

Treinamento de voluntários: 

Trabalhar como voluntário na Copa do Mundo da FIFA 2014 e receber o mundo no Brasil será uma experiência inigualável para todos os participantes. A FIFA e o COL organizarão módulos de capacitação para complementar o treinamento básico dos voluntários e ajudar a alavancar oportunidades de emprego para os participantes no futuro. 

Apoio comunitário: 

Diversas organizações locais no Brasil estão superando desafios sociais nas suas comunidades com a ajuda do futebol. A FIFA e o COL apoiarão essas organizações com recursos e know-how por meio da já estabelecida iniciativa "Football for Hope". 

Mudanças climáticas: 

O aquecimento global é uma das questões mais prementes do nosso tempo, e um dos principais fatores responsáveis pela mudança de temperatura é o dióxido de carbono (CO 2) liberado na atmosfera como consequência das atividades dos seres humanos. A FIFA e o COL estimarão a pegada de carbono da Copa do Mundo da FIFA e desenvolverão medidas para evitar, reduzir e compensar as emissões. 

Capacitação: 

Por meio da sua iniciativa "Football for Hope", a FIFA vai organizar diversos fóruns com organizações comunitárias no Brasil e no exterior para discutir e trocar experiências sobre o uso eficaz do futebol como ferramenta para superar os desafios sociais. 

Prestação de contas: 

A FIFA e o COL produzirão em conjunto um relatório completo de sustentabilidade de acordo com as Diretrizes de Elaboração de Relatórios de Sustentabilidade e o Suplemento do Setor de Organizadores de Eventos da Global Reporting Initiative (GRI).


Sustentabilidade para além de 2014


Utilizar o poder do futebol como ferramenta para construir um futuro melhor para todos. Foi esse o pensamento que permeou toda a mesa-redonda que marcou o último encontro do programa de treinamento de sustentabilidade para operadores de estádio da Copa do Mundo da FIFA 2014, realizado no Rio de Janeiro.

O programa, lançado no dia 15 de agosto de 2013, teve como objetivo melhorar o nível de conhecimento dos participantes sobre a operação sustentável de estádios de futebol e outras instalações esportivas. Ao longo de um total de seis dias, divididos em três encontros, os participantes trocaram experiências e discutiram maneiras de otimizar suas operações. Os tópicos abordados incluíram desde o uso de sistemas eficazes de iluminação até redução da utilização de água limpa; questões de acessibilidade para deficientes e opções de transporte mais sustentáveis para se oferecer ao público.

"Não adianta somente construirmos uma arena de forma sustentável. Não adianta ter grandes projetos inovadores de sustentabilidade e não administrar de forma correta, de forma que venha a causar menos impacto ao meio-ambiente. Isso foi mostrado em um dos workshops”, explica Lucas Silva, do departamento de sustentabilidade da Arena Pernambuco. “São noções básicas e bem interessantes de como administrar uma arena de forma sustentável, respeitando as pessoas e a comunidade do entorno do estádio."

Como lembra Federico Addiechi, diretor de responsabilidade social corporativa da FIFA, a iniciativa é baseada em experiências positivas obtidas durante um programa similar realizado durante a Copa do Mundo Feminina da FIFA 2011, na Alemanha. "Achamos que é uma medida importante dar práticas e experiências de outros estádios, para que elas sejam implementadas aqui no Brasil, sobretudo depois da Copa. A ideia é que os estádios tenham práticas sustentáveis bem integradas na gestão depois de 2014". 

O projeto contou ainda com incentivo do Governo Federal, por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social(BNDES) - que qualificou para receber empréstimos para construção e reforma todos os estádios que se planejassem para obter uma certificação ambiental. Como resultado, a maioria das autoridades dos estádios se comprometeu a construir sua infraestrutura de acordo com os requisitos para certificação de construções ecológicas. 

O Castelão é o primeiro "estádio verde" da Copa do Mundo e já recebeu a certificação internacional LEED (Leadership in Energy and Environmental Design). Outros - como o Maracanã, o Beira-Rio e o Mineirão - estão no processo de qualificação. E prometem levar o legado para além de 2014.

"O Beira-Rio vai ter a certificação também, mas cabe salientar que o foco do proprietário do estádio, que é o Sport Club Internacional, é, além de ter uma certificação, ter uma preocupação com sustentabilidade social. É um clube de futebol que tem uma função social muito forte, tem um trabalho com duas mil crianças carentes já há algum tempo e tem um interesse grande nesse tipo de ação”, ressaltou Diana Oliveira, vice-presidente do clube gaúcho. “Uma certificação nos deixa satisfeitos com relação ao selo, mas durante a operação, no decorrer da nossa história daqui para a frente, o foco principal não é só nos recursos, mas também nas pessoas."
____________________
Publicado no site da FIFA em Estratégia de Sustentabilidade e Estádios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário